Água de Mina

“Água de Mina” à vista 

Roberto Mendonça, Ronaldo Mendonça, Júlio César Silva, de Água de Mina.

Primeiro CD de Roberto Mendonça tem nove composições inéditas, sendo três instrumentais, e chega às lojas em 2016. O autor define o trabalho como ‘rock-pop’ com pitadas de jazz e muitas guitarras, e considera a iniciativa como uma ‘aposta na simplicidade em tempos de descartáveis’.

Roberto Mendonça assina as nove faixas – duas delas em parceria com o irmão Ronaldo Mendonça – e se encarrega dos arranjos de base, vocais, do violão, do violão-solo elétrico e da guitarra solo. Júlio César Silva, dono do estúdio In Rock em Belo Horizonte, responde pela gravação, edição, os arranjos e a mixagem do trabalho, além de interpretar sua respeitável guitarra solo, o órgão Hammond e a craviola de 12 cordas.
A percussão de Dedé Tamietti é atração à parte. Dedé já se apresentou ao lado de nomes como Toninho Horta, João Bosco, Nana Caymmi e Zélia Duncan. O violão do “mano” Ronaldo Mendonça, a flauta de Flávio Lana e a bateria de Bruno Zolini completam o respeitável quinteto.
Roberto Mendonça produziu também todas as artes do encarte com oito páginas e as capas do CD, que deve chegar às lojas até dezembro. Ele acredita no sucesso de “Água de Mina” na Europa e no Japão, “onde a nossa música instrumental e o rock são muito apreciados”. O autor, que prepara o show de lançamento e um vídeo sobre o projeto, vai disponibilizar clipes de algumas composições neste site.